domingo, 26 de setembro de 2010

Bonecas de pano também amam...


Enquanto as últimas estrelas ensaiavam os passos finais para entrar em cena, a noite chegava para cumprir os desejos repetitivos de uma rotina exigente.
Apressadamente ela ia terminando de tecer, com um laço em tons de nude, a segunda parte de uma trança curta que, delicadamente, era sobreposta sobre os ombros.
Os detalhes do vestido rendado dançavam em harmonia com a delicadeza de uma face rosada.
Os olhos eram grandes no escuro e, deles, destacava uma ansiedade incontida.
A respiração do vento noturno entrava pelas frestas da janela e, sem pedir licença, acariciava de leve os traços de boneca.
Era chegada a hora.
Do alto da estante descia graciosa a garota de pano e, pelo centro da sala, desfilava encanto, com gestos maquiados de realidade.
Sem olhar para traz, partiu em busca daquele amor de contos.
Porque bonecas de pano também amam.

74 comentários:

  1. Gostei bastante, mesmo.
    Vou seguir =)
    Beijinho ^^

    ResponderExcluir
  2. O amor está aí para todos!
    Lindo Ana ;*

    ResponderExcluir
  3. Não tente molhar a boneca. Emilia sempre volta à estante com uma ducha de água fria.
    Lindo texto! Adorei a foto tb...fez-me lembrar a infancia.

    ResponderExcluir
  4. Sem amor nem bonecas de pano vivem. Lindo!
    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Quantas de nós não nos sentimos como uma boneca de pano: totalmente enfeitadas e preparadas para o amor. E é tão bom quando ele vem...
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. O amor esta em tudo não é mesmo?
    Esta em versos, nas palavras atitudes e tudo o mais que nos rodeia.
    Por que não uma boneca de pano não poderia amar!

    Dado que no mundo falta tanto amor, que cada amor encontrado deve ser sim eternizado.

    Beijos, adorei a postagem!

    ResponderExcluir
  7. Se até as bonecas de pano amam...quem dirá nós...meros mortais...lindíssimo!!!
    beijos e boa semana!

    Bia

    ResponderExcluir
  8. Delicado. Adoro bonecas de pano, comprei várias para minha filhota! Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Quanta ternura em tuas palavras..

    'Boneca de pano' , nos tráz doces lembranças.


    beijoos querida..

    ResponderExcluir
  10. amar é um direito e dever de todos.

    Beijinho*

    ResponderExcluir
  11. Amam sim, o amor está espalhado em todas as coisas, a gente só tem q ter a sensibilidade o suficiente para ver.

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  12. Elas sabem mesmo o que é amar... são feita de trapos e sonhos desfeitos e costurado com linhas dupla e tecido colorido...
    oh querida
    que encanto


    beijos

    ResponderExcluir
  13. e ela entrou na mais perfeita harmonia tanto no teatro que foi criado tanto no amor.
    realmente bonecas assim amam;
    adorei o sentido que vc deu pro texto,
    faz tempo que não te vejo por aqui, rs
    Eu tinha qe falar além de ter o nome lindo, a foto que vc colocou no perfil mostra como vc tbm pe bonita, vim pra puzar o saco das Ana Carolinas e do seu blog rs,]
    desculpe a "indiscreteza"
    bjs

    ResponderExcluir
  14. assim como os brutos também amam...
    seus textos sempre lindos e meigos. parabéns. beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Grafite,
    Belissimo texto! Tem uma harmonia e uma cadência peculiar! Parabéns!
    Abração,
    Flávio Nunes.

    ResponderExcluir
  16. que post mais fofo!! Très très mignon.... vc fez eu visualizar a "boneca de pano descendo pela estande e andando pelo centro da sala, desfilando encanto, com gestos maquiados de realidade" .. mto fofo... AMEEIIIII Orgulho de vc fofis.... Bjus grande.. te adoro!!!

    ResponderExcluir
  17. boneca de pano tambem amam...lindo!
    estava com saudades, bom te ver por lá!
    beijo!

    ResponderExcluir
  18. Que saudade de ler seus posts. Aliás, desculpa por ter sumido. Beijo, beijo. *-*

    ResponderExcluir
  19. Que lindo.!
    Desejo ter coragem igual a essa, da delicada boneca de pano, que corre sem pressa atrás do seu amor.
    Sem pressa e sem medo.
    Beeijo!

    ResponderExcluir
  20. "Do alto da estante descia graciosa a garota de pano e, pelo centro da sala, desfilava encanto, com gestos maquiados de realidade."
    Já pelo título do texto, com o final, encontrei uma grande metáfora. Uma grande análise comparativa. Um desejo, um sentimento que eu já não sinto por ninguém além de minha mãe (que me amou por eu não ser dela DE SANGUE, acima de qualquer coisa) e minhas cadelas (porque nosso amor transcende as barreiras de comunicação por língua comum e se encontram no universal do amor). Eu sou um boneco de gelo e não há espaço pra amor em minha busca. Belo texto.

    ResponderExcluir
  21. Aninha, porque seus textos são tão lindo assim em? Me explicaa? ^^ adorei esse, muito lindoooo *-*

    ResponderExcluir
  22. Para o irreal do sonho de toda menina. Menina boneca de pano.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Ana Carolina...
    Debaixo de um peito de pano, sempre bate um coração que ama...
    Muuito bom o seu blog, suas idéias e seu bom gosto.
    Estou te seguindo.
    Beijos no coração,
    EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  24. Bonecas de pano lembram a minha mãe.
    E conseqüentemente, lembram a mim.
    Muito lindo seu post, como todos os outros, por sinal.

    ;*

    ResponderExcluir
  25. Te lendo assim até acredito no amor de bonecas... Pois os panos não são apenas lenços que enxugam lágrimas!
    Bjkss e lindo post

    ResponderExcluir
  26. Querida Ana Carolina,
    vc anda va um pouco sumidiça! RS, mas quando passamos aqui sempre um pressentindo!!!
    Porque bonecas de pano também amam !!
    Muito fofo,
    te esperamos em nosso blog,
    bjs
    Lulu & Sol

    ResponderExcluir
  27. Lindo minha amiga, cada vez mais lindas suas palavras, contos de bonecas de pano em busca do amor, somos assim, em busca de sentimentos!
    Um beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  28. ficou bem bonito!

    trocou a foto, né? tão bonita quanto...

    um beijo

    ResponderExcluir
  29. Texto perfeito, lindo!
    Nem tenho o que dizer!


    Beijos

    ResponderExcluir
  30. É tão ténue a linha que separa a fantasia da realidade...


    Beijos...
    AL

    ResponderExcluir
  31. Oi Ana,
    você sempre mandando bem nos seus textos.
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  32. Belooo!
    E nao tem mto a ver com o que eu vou falar, mas me lembrou mto a Sally, do mundo "O estranho mundo de Jack" (Nightmare before Christmas que eu amo).
    Amor eh tudo de melhor que existe na vida! e quem nao ama, nao eh humano ;P

    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Amam sim. . . e escrevem textos lindos como esse. Coincidência, não? =)

    Beijos Ana. . .
    Uma sensação nova por vez.

    ResponderExcluir
  34. Que texto mais delicado! Adorei!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  35. Carol,
    confere meu blog que tem selinho pra você!

    saudades de você por aqui!
    abraço

    ResponderExcluir
  36. Oi!
    Estamos divulgando o blog , da uma olhadinha e se gostar segue lá , um bjo!

    ResponderExcluir
  37. Elas também sonham. Eu acredito. Por isso amam!!
    Um beijo, lindo texto flor

    ResponderExcluir
  38. Que bonito menina!
    Tão suave com as palavras e quase senti a menina de pano bailar. Muito belo o que escreveste.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  39. amo tanto seus textos, aaah me faltam até palavras.. te seguirei *-*

    ResponderExcluir
  40. Sempre amei bonecas de pano, mas nunca tinha percebido que elas também podem amar.
    Adorei seu post, como todos os outros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  41. Oi Ana! Vim porque tive saudade e também para avisá-la da promoção que acontece lá no Memórias. Participe! Bjs.

    ResponderExcluir
  42. Tão lindo!!!

    Bonecas de pano, porcelana ou até mesmo de plástico com aqueles grandes olhos pedintes...
    Todas amam!

    ResponderExcluir
  43. lindoo *.*
    adorei o teu blog, querida,
    estou a seguir :)

    ResponderExcluir
  44. OMG' tão doce!
    http://simplesmentebela.mairanamba.com/
    Beejo amg :*

    ResponderExcluir
  45. Esse é meu novo endereço:
    http://a-veelhanovidade.blogspot.com/
    beijos.

    ResponderExcluir
  46. Olá.
    Hoje venho aqui para te convidar para participar do amigo oculto do Mix.
    Passa lá:
    http://www.mixculturainformacaoearte.com/2010/11/amigo-oculto-de-livros-segundo-ano.html
    Te espero!

    ResponderExcluir
  47. Às vezes, amam até mais que as de carne e osso!


    Lindo o texto!

    Beijo

    ResponderExcluir
  48. A linda boneca de pano que um dia sentiu dor.

    ResponderExcluir
  49. Que lindo. Mas e agora?
    O que eu posso virar pra parar de amar? :~

    ResponderExcluir
  50. As bonecas de pano que você cita se alimentam da sua vida.

    ResponderExcluir
  51. Oi. Tem presentinho pra vc lá no Blog.

    Teu Blog é Digno de Ser Lido

    http://michele-dos-santos.blogspot.com/2010/11/re-muito-obrigada.html

    ResponderExcluir
  52. Eu sempre quis ter uma boneca de pano. Nunca tive. =/
    Acho a coisa mais linda e pura do mundo. Ainda terei.

    =D

    ResponderExcluir
  53. blog sempre lindo!!
    perfeito!
    deixei um desafio pra ti no meu blog!
    beijoooo

    ResponderExcluir
  54. Nossa Saudades daqui, saudades dos seus textos!
    Sempre com um toque doce e meigo. Adorei, :)

    ResponderExcluir
  55. Acredito que muitos irão desligar o avatar, então já vou me adiantando.

    Vim aqui deixar meus sinceros votos de um Feliz Natal e um ano novo repleto de grandes realizações.

    Boas festas. Até breve...

    Preciso desligar o avatar. Férias. Viagens. Em janeiro volto o//

    Bjs,
    Mih

    ResponderExcluir
  56. Isso me lembrou muito o Teatro Mágico.
    Realmente.. MÁGICO.
    Lindo, lindo.
    Saudades daqui.

    ResponderExcluir