sábado, 22 de janeiro de 2011

Eu não quero muito...


A lua hoje é cheia e o silêncio de uma nova madrugada pede rimas de um sentimento pagão.

Os faróis dourados lá fora já parecem cansados e, solitários, dançam uma valsa atrevida no centro de uma avenida qualquer.
Do lado de cá, eu não te peço muita coisa.
Apenas me dê uma noite e, talvez, um pouco da manhã.
Preciso adivinhar seus olhos e testar a tinta deste sorriso disfarçado pela ingenuidade.
Só quero saber do seu dia e o nome de um medo conhecido.
Eu sei, quase sem querer, que a noite é melhor assim.
Não espere que o convencimento te ensine um caminho fácil e não exija de mim um bom vinho.
Só por hoje, permita à noite perder o juízo e deixe a contradição se desviar dos olhos.
Antes que a noite acorde, leve daqui o meu sossego, que é para não perder a graça.

55 comentários:

  1. É bom te ver de volta com a mesma autenticidade nas palavras!

    Lindo texto e o blog ta lindo de novo visu!

    Beijos e bom FDS!

    ResponderExcluir
  2. Adoro o jeito que você escreve, todo cheio de metáforas *_*

    ResponderExcluir
  3. Como resistir a tanto encanto?
    As palavras surgem quase como um sussurro, convidativas, plenas de poesia...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  4. Parece que é o que eu precisava ler :o

    ResponderExcluir
  5. *-*
    gostei muito desse...
    simples e ao mesmo tempo tem tanto pra falar...
    ^^
    bjos moça...

    ResponderExcluir
  6. Ana Carolina,

    gosto muito da forma como escreves.
    Prefiro o uso de metáforas a escrita muito explicita... é lindo!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Quanta doçura existe no 'teu' palavrear ..

    1beijo linda.

    ResponderExcluir
  8. Oin, que coisa mais meiga Ana.
    Às vezes a única coisa que queremos, realmente é só uma noite. ^^

    ResponderExcluir
  9. Jogo de ideias.

    Palavras.

    Tem que pensar pra ler.

    Interessante.

    Completo.

    =]

    Em suma, lindo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Que saudade das linhas traçadas por ti Grafite.
    Um pedido singelo, de quem pede apenas conhecer uma vida, deixar-se perder-se do juízo, mesmo que dure enquanto a noite dorme, talvez um pedaço do dia, que então não esta completamente acordado.
    Para não perder a graça é o que se diz, quando na verdade é a graça que deseja se ter, esta noite e também na nova noite que surgir!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Minha querida

    Um texto muito belo e que diz muito mais nas entrelinhas...FALA.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  12. É sempre muuuito bom, aparecer por aqui!

    Ana Carolina, lindo texto. Gostei. :D

    ResponderExcluir
  13. é bom ter aquela paz que nos leve para um lugar qualquer.

    ResponderExcluir
  14. - ou seja, preciso de um momento perfeito com você.

    beijos flôr ;*

    ResponderExcluir
  15. Lindoo =))
    Você escreve tão bem//
    seguindo flor! Retribui a visita e se gostar segue tbm! Parabens mesmo!
    Beijoo =*

    ResponderExcluir
  16. eu acho que sossego e calma tiram a graça das coisas, estou muito acostumada na loucura. saudade dos seus textos poéticos, desculpe minha ausência. um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Oi flor!!! lindo post..que graça teriam as palavras sem a metafora?? ... bjusssssss

    ResponderExcluir
  18. Muito bonito e bem escrito.
    E não é pedir muito uma noite com quem amamos, afinal, já dividimos sonhos, beijos e amor...


    Beijo!

    ResponderExcluir
  19. Grafite,

    À noite todas as emoções são mais intensas... e cúmplices!

    Beijos...
    AL

    ResponderExcluir
  20. Flor, tem selo para você no meu blog. Dá uma olhadinha.

    ResponderExcluir
  21. que texto delicioso de se ler!
    uma noite, como eu queria uma noite..
    ><

    ;*

    ResponderExcluir
  22. Oi Flor,Tem selinho pra você no meu blog,dê uma passadinha por lá. Beijos

    ResponderExcluir
  23. ooi linda, seguindo seu blog, amei :]
    dê uma passadinha lá no meu quando puder !
    ideealize.blogspot.com
    ficarei agradecida se puder segui-lo também.
    beijos :*

    ResponderExcluir
  24. Paixão que é paixão cutuca, mexe, faz rebuliço, dá uma pontadinha...
    Beijos querida=***

    ResponderExcluir
  25. Realmente, estou precisando de alguém que me faça perder um pouquinho do muito juízo que tenho! rs

    Beijos, flor!
    ;*

    ResponderExcluir
  26. que lindo o texto
    mt bom
    :)
    sempre tao sincero e verdadeiro
    bjs

    ResponderExcluir
  27. Muito bom!
    Beijos de sua nova seguidora!

    ResponderExcluir
  28. olá pessoal!
    Gostei do blog espero que vcs gostem do meu!
    trevle-22.blogspot.com
    Se vcs quiserem ser seguidores clique na página que está escrito SEGUIDORES

    ResponderExcluir
  29. Olá Ana Carolina!
    Vamos cultivar nossas ações do mesmo modo como os jardineiros cuidam das flores. Se as plantas brotam e se tornam formosas, desabrochando em cores vivas e atraentes para alegria de pássaros e borboletas, também podemos sedimentar o futuro com a beleza do progresso e, assim, fazer germinar sorrisos de contentamentos. A vida está em nossas mãos. Cabe a nós, com o poder que nos foi conferido por Deus, conduzi-la. Basta escolher o melhor caminho e seguir em frente.

    Gostei do seu blog e estou lhe seguindo!

    Edward de Souza

    ResponderExcluir
  30. Visita e segue o blog da Água e mantém-te atento sobre este recurso que se está a tornar tão escasso.
    Beijinhos, Ouro Azul.

    ResponderExcluir
  31. E então você quer o plural. A continuidade, uma ligação entre estações, o dia e a noite, o quase exagero que muitas vezes assina embaixo a vontade de um comprometimento. Desejar mais do que uma música dedicada, flores com cartão comprado em alguma loja de presentes, bomboms que engordam mais o coração do que a barriga. É esse o vinho de todas as cores que procura beber sem tomar fôlego, de uma vez, pra embriagar mais rápido e não criar interrogações antes de cair no sono.

    Eu sempre acredito que os textos bem escritos devem gerar comentários que poderiam ser até posts futuros.
    O bom texto gera outro.
    E isso, acontece aqui.

    ResponderExcluir
  32. Linda a forma como você se expressa, mesmo.

    ResponderExcluir
  33. Olá, como vai? :)
    Nossa, menina... você escreve muito bem!
    Meus parabéns. Pura poesia esse post :D
    Seu blog é lindo, e agora que voltei ao mundo blogueiro acompanharei sempre aqui! ;)

    Espero que teu carnaval tenha sido ótimo flor, e te convido pra participar de um pequeno debate que abri no meu blog sobre este tema! ^^

    Beijão

    ResponderExcluir
  34. Olá, ao procurar uma imagem para colocar em um post no meu blog, encontrei o seu... já faz mais de uma hora que estou por aqui, seus textos são maravilhosos! Inclusive, tomei a liberdade de postar um deles em meu blog, espero que não se importe...sou uma profunda admiradora de lindas palavras, lá eu guardo os poemas que me tocam...e sinceramnte, vários textos teus me emocionaram... bem caso não queira , me avise que retiro, mas pode ter certeza de pra mim será uma honra ter seus textos lá! Já estou te seguindo !Ah caso queira me visitar>>> http://nadialis.blogspot.com/
    Forte abraço

    ResponderExcluir
  35. Confira aqui (http://freescura.blogspot.com/2011/03/selo-seu-blog-e-muito-fofinho.html) um selo para o seu blog.

    ResponderExcluir
  36. Querida amiga, passando para lhe desejar uma semana linda!
    beijos meus

    ResponderExcluir
  37. Só por hoje, permita à noite perder o juízo e deixe a contradição se desviar dos olhos.

    senti intensamente cada palavra, gostei de ler.

    ResponderExcluir
  38. Tem selo para você neste link (http://freescura.blogspot.com/2011/03/cynthia-e-os-selos.html)

    ResponderExcluir
  39. Sempre tão adorável seu espaço! Linda escrita e tenha um bom dia... Estou de volta, apareça por lá. Beijos

    ResponderExcluir
  40. belíssimo texto colega!
    sensível e honesto...

    ResponderExcluir