sábado, 20 de março de 2010

Sou solidão de dia quando acordo e a noite quando durmo.
Sou solidão ao meio dia e nas horas impróprias.
Uma solidão disfarçada.

Forçada numa máscara que a todos convencem menos a mim.
Solidão e seus genéricos.
Também sou tristeza e angústia e sendo assim conheço o meu íntimo.
Posso ir pra qualquer lugar, porém o lugar que eu mais gosto de estar é dentro de mim, onde posso abraçar-me por inteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário