quinta-feira, 24 de junho de 2010

Peça de teatro...

Arrisque-se para além dos extremos.
Experimente aprisionar as indiscrições até amanhã e deixe para depois as palavras baratas.
Eduque os ponteiros do relógio e brinque o tempo, seja jovem além de alguns fios grisalhos.

Deguste não ser sempre politicamente correto e saiba enquadrar-se às normas, quando preciso.
Procure não deixar rastros pelo caminho, para não facilitar a visibilidade da solidão.
Não deixe de apresentar-se por receio de não ouvir os aplausos.

Cante uma canção para adormecer os insultos.

Brigue por um lugar na primeira fila e saboreie o desfile de escolhas para sua vida.

Vá além e, à seu tempo, contracene com garra e delicadeza. O teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem.
Inale o aroma dos dias e saboreie as emoções como se fossem uma única peça de teatro.

Esteja atento para os improvisos, pois ao contrário de uma gravação qualquer, a vida não pode ser editada. E, pior, não há sessões de reprise.

74 comentários:

  1. ' teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem.'
    Isso me lembra muitos momentos em cima do palco; é tão bom atuar no teatro da vida *-*

    ResponderExcluir
  2. Perfeito Grafite, deixou aqui para vislumbre o próprio teatro da vida.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. parece que você sabe exatamente o que eu to pensando, como e quando. #medo.

    Adoro tudo que vc escreve!

    ResponderExcluir
  4. Tem selinho pra você no meu blog!

    Beeeijooos
    =*

    ResponderExcluir
  5. "Esteja atento para os improvisos, pois ao contrário de uma gravação qualquer, a vida não pode ser editada. E, pior, não há sessões de reprise" ... Precisa dizer mais alguma coisa?? Post incrivel.. Amo o jeito que vc escreve!!! te adoro flor.. Bjão

    ResponderExcluir
  6. ''Arrisque-se para além dos extremos.''
    Arriscar é sempre uma escolha, e o extremo é sempre o limite.

    Amei os textos, li muitos e todos me encataram.

    Da sua nova seguidora.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. "...a vida não pode ser editada. E, pior, não há sessões de reprise."

    Ótimo texto, a mais pura verdade sobre a vida.
    Perfeito!!

    ResponderExcluir
  8. Às vezes, pareçe que você é um daqueles poetas que conseguem falar tudo e ainda tornar gostoso de ler.
    Eu quero fazer teatro agora *-*

    ResponderExcluir
  9. "Vá além e, à seu tempo, contracene com garra e delicadeza. O teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem."

    Insegurança. Quem não sente? É natural de qualquer um, não?
    Por outro lado, é preciso ser forte, muito forte e ter o maior de confiança que puder.

    Como sempre, ótimo texto. Amei. *-*

    ResponderExcluir
  10. "Inale o aroma dos dias e saboreie as emoções como se fossem uma única peça de teatro."

    uma ÚNICA pega de teatro !

    *-*
    ADOREI mesmo!

    ResponderExcluir
  11. que texto tão lindo...a vida é isso mesma, uma peça de teatro sem ensaios.

    Beijinho*

    ResponderExcluir
  12. Que beleza de texto (:
    Da gosto imenos ver voçe escrever .
    Na vida nao tempo para ensaiar o que acontece ja nao pode ser apagado mas sim apenas esquecido.


    Beijo enorme .
    e se me autoriza , voçê é linda demais .

    ResponderExcluir
  13. Incrívelmente sensível.
    Gostei muito dos desenhos, das emoções...

    Muito bem escrito...

    Tudo muito lindo

    "Vá além e, à seu tempo, contracene com garra e delicadeza. O teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem."

    Grande Beijo

    ResponderExcluir
  14. Maravilhoso!
    Nossa vida é uma trama e temos que acertar o tom.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  15. Um dia serei o primeiro a comentar em seu blog
    Todos já vão roubando os melhores elogios

    Basta a eu fazer uma síntese, é realmente maravilhoso o que escreve e descreves
    A forma como remonta o real em cima da bela metáfora que é a vida
    Continuarei voltando

    “O teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem.” Tens meus apoios, é preciso ser gente grande!


    Beijos e até breve

    ResponderExcluir
  16. E acho que se a gente seguir tudo isso a risca a gente não precisa se preocupar muito...

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  17. Perfeito texto, muito boooom!Parabéns!
    Um abraçoooo,
    Bom dia!

    ResponderExcluir
  18. obrigada :D
    oh, adorei. que perfeito

    ResponderExcluir
  19. passando para te desejar um feliz final de semana.
    ótimo texto ( como sempre )
    Maurizio

    ResponderExcluir
  20. O bom desse espetaculo da vida são as coisas sem sentido que fazemos,,,as surpresas,,,os acasos,,,um super beijo de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderExcluir
  21. Sempre com palavras tocantes.

    Adoro-te flor! ^^

    Beijocas ♥

    ResponderExcluir
  22. owww obrigada querida,este teu post esta lindo.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Concordo, não dá pra editar e nem reprisar nada. É sempre o hoje, o agora, fazer e acontecer. Beijos

    ResponderExcluir
  24. Também agorei o blog ,
    oir isso vou seguir (:

    beijinho **

    ResponderExcluir
  25. Para que deixar para amanhã, o que se pode fazer hoje? Eu adoro muito o seu blog, fofa!
    Beijos, :***

    ResponderExcluir
  26. como este teu texto me faz sentido. li algures nos blogues que mário quintana disse qualquer coisa como
    "Um bom poema é aquele que nos dá a impressão
    de que está lendo a gente ... e não a gente a ele!".
    um beijinho!

    ResponderExcluir
  27. Obrigada, muito bom este post*


    Podes dizer-me como fazes o teu próprio fundo para o perfil ou onde os arranjas?? PF

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  28. Muito obrigado por ter me encontrado e me mostrado você!
    Muito lindo tudo por aqui.

    ResponderExcluir
  29. Ana Carolina. Obrigada por prestigiar meu blog! Bem vinda e volte sempre para comentar, sugerir em um espaço que tenho o prazer de dividir com os membros e todos os que quiserem chegar. Parabéns pelo seu blog, lindo! A comparação da vida ao teatro é fantástica e de uma sensiblidade grande, afinal somos artistas de nossos roteiros e escolhas. Bjs!

    ResponderExcluir
  30. Ora fico muito muito contente que assim seja :)

    ResponderExcluir
  31. "Cante uma canção para adormecer os insultos".
    Perfeito, parabéns pelo seu trabalho...
    òtimo blog...

    ResponderExcluir
  32. "Esteja atento para os improvisos, pois ao contrário de uma gravação qualquer, a vida não pode ser editada."

    liindo e muito criativo , adooreei .
    Tem um desafio pra ti lá no meu blog , beeijos querida :*'

    ResponderExcluir
  33. "Eduque os ponteiros do relógio e brinque o tempo"
    Eu estava mesmo precisando ler algo assim. Demais o blog. Ganhou mais um fã ^^

    ResponderExcluir
  34. Que lindo! A vida não pode jamais ser editada, improvise, vá além, isso nos faz crescer sempre!
    Um beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  35. Esses conselho bem me servem...
    Beijos:*

    ResponderExcluir
  36. perfeito texto a vida é um teatro mesmo e temos que fazer tudo o que desejamos sem ensaios, pois a vida é efêmera e não há tempo para ensaios e a cortina se fecha sem menos a gente esperar e se não soubermos aproveitar não haverá tempo para aplausos.


    beijos querida
    X=*

    ResponderExcluir
  37. gostei mesmo muito.
    parabéns!

    beijinho*

    esteja à vontade para também visitar o meu ;p

    ResponderExcluir
  38. Lindo textoo, adorei tudo aquii!
    te SEGUINDO ;D

    ResponderExcluir
  39. Que lindo esse texto! Gostei muito.
    Queria muito dizer que canto pra adormecer os insultos; infelizmente essa tarefa é um pouco difícil.
    Que bom que você gostou do C'mon kid! Sinta-se à vontade pra voltar quando quiser!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  40. Só aqui pra dizer "Obrigado" pela visita =D

    ResponderExcluir
  41. a vida, essa louca peça de teatro...
    beijos.

    ResponderExcluir
  42. Oii Ana Carolina!

    Primeiramente, muito obrgada pela visita e por estar me seguindo vio?

    segundo, que palvras lindas e de força que você colocou a cima.
    Adorei mesmo!

    Beijão e bom domingo Flor!

    ResponderExcluir
  43. obrigada :3
    também já estou a seguir *

    ResponderExcluir
  44. Oh tao querida muito obrigada :') Ainda bem que gostas-te.

    ResponderExcluir
  45. Muito obrigada querida (:
    Este texto está lindo!
    Podes-me seguir que eu sigo-te também ;)

    ResponderExcluir
  46. Adorei! Está mesmo perfeito!
    Boa Escrita ^^,
    "Cante uma canção para adormecer os insultos." Melhor frase !

    ResponderExcluir
  47. ooi, obg por passar la no meu blog ^^
    um maraavihoso domingo pra ti.
    beisers <333

    ResponderExcluir
  48. Muito obrigada (:
    Os seus textos são lindos, também.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
  49. 'Não deixe nada pra depois, não deixe o tempo passar. Não deixe nada pra semana que vem porque semana que vem pode nem chegar.'

    Adoreeei o texto! Adorei a metáfora com a peça de teatro, caiu realmente bem. Ideias fantásticas! :D

    ResponderExcluir
  50. oi grafite,
    que lindo espetaculo!!
    Vá além e, à seu tempo, contracene com garra e delicadeza. O teatro sempre esteve cheio e é preciso ser gente grande quando as cortinas se abrirem.
    perfeito!! a vida é uma peça de teatro.
    bjos com carinho.

    ResponderExcluir
  51. Tem selinho pra vc no meu blog.

    Bjinho.
    :)

    ResponderExcluir
  52. lição de vida, hein?
    ai, guardarei esse texto comigo...
    muito belo.

    beijos, flor.

    ResponderExcluir
  53. A tua escrita é incrível!
    E o texto é tão leve e bom de ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  54. Lindo este seu poema e que várias sensações me trouxe à flor da pele...e isso é bom, é a magia das suas palavras. Adorei.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  55. Nasci pra estar ali, nessa primeira fila, no palco, embaixo das luzes quentes.

    Você sabe o que escreve aqui.

    ResponderExcluir
  56. Wow! Quanta beleza e inspiração num texto tão verdadeiro!

    beijokas

    :o)

    ResponderExcluir
  57. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  58. muuito boa analogia, gostei muito, escreves graciosamente...
    bons dias

    ResponderExcluir
  59. Que texto lindo Ana, acho que o número de comentários ja traduz muito bem isso.^^

    ResponderExcluir
  60. Tocas-te num assunto que eu mais adoro TEATRO, gostei muito do que escreves-te, ve-se mesmo que foi escrito com alma PARABÉNS :D

    ResponderExcluir
  61. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do "Entre Aspas". Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir