terça-feira, 20 de abril de 2010

Romper com as regras

"É impossível lutar com o que a alma escolheu"
(Sartre)

Diante deste projeto inacabado de vida, me pergunto quem se importa em ser diferente?
Fica evidente, os caminhos da vida não são trilhados por elementos banais. Não se define uma meta, por exemplo, como quem escolhe entre o cinza e o azul de uma gravata qualquer.
Então por que não impor autonomia às escolhas? Por que não optar pela liberdade e pelo risco? Quem vai se importar e definir meu limite? Qual o sentido de seguir as regras?
Gracioso seria sair ao vento sem a necessidade de um destino, gritando e dançando o ritmo que EU julgo ser o certo. Não me peça para aceitar estas regras hipócritas que vejo lá fora.
Como já dizia Sartre: "O homem é o único mestre dos seus próprios atos e do seu destino".
Sendo assim, deixo que a razão em companhia dos desejos arquitete silenciosamente, planos que podem desnudar as regras e ignorar as etiquetas. Eu cansei disto. Só quero viver meu momento. Deixe-me ausentar-se das regras.

11 comentários:

  1. ás vezes é bom deixar a vida nos levar para onde ela quiser, quem sabe assm , ela toma um rumo inesperado que nos agrade muito?
    Amei o post.
    Beijinhos flor :*

    ResponderExcluir
  2. Este é nosso 'infinito particular'.
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. "Só quero viver meu momento. Deixe-me ausentar-se das regras."

    Força querida, as regras foram feitam para ser quebradas :D

    Beijinho *

    ResponderExcluir
  4. Isso é totalmente verdade , devemos seguir com nosso proprio ritmo e viver com nossas proprias regras , sem ter medo do que os outros vão pensar . Ameei o post ;*'

    ResponderExcluir
  5. Eu também quero viver o meu momento sem regras...rs

    Beijo mocinha =*

    Estefani

    ResponderExcluir
  6. Sem regras!

    Ótimo texto. Cocordo com o que você escreveu.

    Beijos xx

    ResponderExcluir
  7. Regras, as vezes nos complicam, principalmente, quando são hipocritas! Mas temos o poder de quebra-las e de muda-las também!
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. As regras são seguidas pelo medo de errar, medo do incerto. Mas como você disse, "os caminhos da vida não são trilhados por elementos banais", por isso devemos mesmo quebrar tais imposições e agir como queremos, do jeito que queremos, de forma intensa que nos agrade!
    Adorei o texto, me indentifiquei horrores :)

    ResponderExcluir
  9. Adorei o blog, to seguindo.
    Bom feriado pra ti.

    http://wwwsuavesintonia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. "Gracioso seria sair ao vento sem a necessidade de um destino, gritando e dançando o ritmo que EU julgo ser o certo. Não me peça para aceitar estas regras hipócritas que vejo lá fora."
    Certas são as pessoas que realmente não importam em ser diferentes, q fazem as proprias regras e não se encaixam em padrões definidos pela sociedade e eu tento ser uma dessas pessoas, afinal ninguém vive a minha vida por mim, sendo assim eu escolho como viver...
    Bjs
    Ótimo texto =D

    ResponderExcluir
  11. Gostei do seu blog!

    Não tenha medo, trilhe o caminho que julgar certo. Depois, no futuro, a recompensa aparece.

    É de onde no Paraná? Morei 18 anos em Foz do Iguaçu. Agora tô de volta a terra natal, BH.

    um beijo

    ResponderExcluir