sábado, 22 de maio de 2010

Despedidas são incompreensíveis...

Não consigo aprender a soletrar um adeus ao pé do ouvido e é tão difícil aceitar o último abraço.
Desisti de tentar compreender essas despedidas que alimentam minha rotina.
Que espécie de dor é esta que sufoca a minha voz e limita os gestos após um último aceno?
Eu não posso compreender estes sorrisos embaraçados e procuro ignorar o sabor ácido que transborda dos olhos e encharcam minha face.
Quero tudo daqui e de lá, juntos em um só tempo.
Quero o cheiro doce daqui e os livros empoeirados de lá.
Ficar aqui é viver sem ter planos e tomar chuva sem sentir frio. Mas, melhor ainda é ir embora e poder voltar quando eu quiser.
Quero carregar o carinho que preenche o inverno daqui, enquanto vôo a liberdade de lá.
Queria poder dar férias aos ponteiros do relógio, porque, quem sabe assim se perdiam de mim e se esqueceriam de exclamar que é chegada a hora de partir.
Mas eu ainda não encontrei as chaves que abrem aquele rústico e velho relógio pendurado no centro da parede.
Agora, os ponteiros alcançaram a minha hora, preciso partir. Eu vou, mas ainda volto.

38 comentários:

  1. Obrigada pela doce visita :)

    que lindo seu blog.
    um mimo :)

    beijos moça!

    ResponderExcluir
  2. Se tivermos tudo de todos os lugares que já fomos, não sairemos mais de onde estamos.

    O que tem lá não deveria ter aqui, e o que tem aqui não deve estar lá, pois a saudade nos mostra o que realmente amamos e queremos.

    Se não a saudade não foi importante.

    ResponderExcluir
  3. *--*
    É, acaba que involuntáriamente... No fim vira tudo nostálgia :s

    beeijo.

    ResponderExcluir
  4. Realmente as despedidas são incompreensiveis....!! Texto excelente... Bjão flor!! Te adoro!

    ResponderExcluir
  5. essa história de ir com um "eu volto" nas entrelinhas eu chamo de segurança... É ela que torna a despedida mais leve. Menos pesada, aliás.
    maravilhoso, o post. beijos :*

    ResponderExcluir
  6. eu também adoraria pedir um tempo ao tempo, mas ele é muito cruel e chega o momento de nostalgia :s

    ResponderExcluir
  7. Vais mas sem dizer um adeus, sem um abraço de despedida :D

    Adorei, beijinho*

    ResponderExcluir
  8. Tem toda razão a despedida é algo que não deveríamos ter.
    Mas minha linda, ouso dizer que tudo que é bom sempre volta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. saudades, tem coisa pior?
    ficou lindo *-*
    beijos

    ResponderExcluir
  10. "Queria poder dar férias aos ponteiros do relógio, porque, quem sabe assim se perdiam de mim e se esqueceriam de exclamar que é chegada a hora de partir."

    LINDO , LINDO , LINDO e LINDO . Eu também queria parar o relógio e fazer com que ele não faça chegar a hora de tudo si acabar ;

    ResponderExcluir
  11. Oi! Obrigada por passar no blog ^-^
    Seu blog é lindão e você escreve super bem!
    ^-^ ja to seguindo ^-^

    bjão e boa semana =^.^=

    ResponderExcluir
  12. Dizer adeus e ter que partir e deixar para trás pessoas e coisas importantes, dão um aperto no peito...

    Tem selinho pra ti no meu blog...
    Bjs =)

    ResponderExcluir
  13. façamos como xavier de maistre: viajemos à roda do quarto; ou como o julio cortazar: dêmos voltas aos dias em 80 mundos! (a propósito, sabias que júlio verne nunca saiu de frança?...)
    um beijinho, grafite!

    ResponderExcluir
  14. odeio despedidas,principalmente aquelas que são obrigadas e eternas...isso doí :/

    sobre o tempo- " o tempo não cura nada. Apenas tira o incuravel do centro das atencões."

    ResponderExcluir
  15. oi, obrigada pela visita, seu blog tb é adorável, vou seguir tb... ;)

    ResponderExcluir
  16. Realmente todas as despedidas são dolorosas.
    Mas nunca diga adeus,e sim 'até logo'',é sempre bom ter a esperança de que um dia a outra pessoa voltará...

    ResponderExcluir
  17. Nossa, muito bom o que escreveu!

    E eu que nem de dizer tchau ao telefone gosto? rs.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. como sempre, um lindo texto!
    selos pra você aqui http://eraumavezaluh.blogspot.com/p/selos.html
    beijos

    ResponderExcluir
  19. E quando voltar, espero que não tenha esquecido o seu sorriso lá trás.

    =)

    ResponderExcluir
  20. Hoje perdi-me na cidade do pensamento
    A vida correu-me na frente em corro-pio
    Hoje um pássaro descobriu o voar
    Hoje senti na emoção a força de um rio

    Segui para nascente fugindo à noite
    Inventei um cavalo branco voador
    Despi-me da obrigação de ser outro
    Afastei da viagem a sombra do desamor


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  21. um selinho manchado a caneta para quem rabisca de lápis.

    Tenho um selo para vc no meu blog.

    Até !!!!

    ResponderExcluir
  22. Despedidas são TÃO difíceis. Deixar para trás toda uma vida é a pior sensação do mundo!

    ResponderExcluir
  23. Lindo texto!
    Gostei!
    Daqui um tempo irei passar por esse momento de despedida.Vou deixar meus amigos e parentes,nem quero pensar.É muito ruim.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  24. Eita... q. coinscidencia, acabei de escrever um post sobre DESPEDIDA, chama-se AQUI JAZ e entrei em seguida aqui no seu canto... Adorei.. vou volta mais vezes e o seu texto é maravilhoso. Bjitos mil

    ResponderExcluir
  25. 'Tomar chuva sem sentir frio'.
    Esse é o melhor termômetro que inventaram pra separar amor de outros sentimentos intrometidos.

    Mas claro, nem todos podem ter essa sabedoria.
    A maioria prefere o conforto das noites estreladas.

    A graça está na tempestade e em quem decide abraçar alguém no meio dela.

    ResponderExcluir
  26. Despedidas são sempre difíceis.

    Tem selos para você no meu blog *-*

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. "Tomar chuva sem sentir frio"


    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  28. 'Quero tudo daqui e de lá, juntos em um tempo só.'

    seria a perfeição, não é mesmo?!
    *-*

    ResponderExcluir
  29. :/ é triste se despedir...

    muito bom seu blog.
    bjinhos.

    ResponderExcluir
  30. Mesmo que a distância seja pouca e o tempo seja curto, vale a pena aceitar um abraço para despedir-se. "Ir bem..."

    ResponderExcluir
  31. Tão bom quando tem volta né?

    Adoro ^^

    Beijocas linda!

    ResponderExcluir
  32. Olá,

    ... embora partir seja difícil, na maioria das vezes é necessário, diria até essencial, pois faz com que a volta seja mais clara.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  33. ...Porque o melhor de tudo, é sempre a volta!

    Abraço grande flor!

    ResponderExcluir
  34. Tem selos para você no meu blog *---*

    ResponderExcluir
  35. É de costume nosso ter o coração apertado com despedidas. Talvez seja só a mente com uma ficsação por alguma coisa, ou o coração com medo de ficar pela metade.

    Beijos Ana.
    ^^

    ResponderExcluir
  36. Parabeens, liindo o seu texto *-*,
    estou passando pela mesma coisa, entao resolvii usar seu texto,

    Da um passadinha la=D beijos ;*

    ResponderExcluir