Não demore...

A claridade entre as frestas da janela me despertou cedo demais para a rotina e brevemente tarde pra você. Desci os degraus da escada com os passos indiferentes, te procurando pelos cantos da sala. E só o que vi, foi sua jaqueta velha e surrada jogada entre os jornais espalhados e livros amontoados. Caminhei até a cozinha, com a preguiça sussurrando palavras frias ao pé do ouvido. Com os pés descalço dançando por este piso frio, o caminho até uma xícara de chá pareceu infinito, então, aproveitei esse momento para pensar que na verdade eu não me importo se não tenho você aqui, agora. Ao tempo da madrugada, inalei seu cheiro e senti seu toque, enquanto lá fora a lua sorriu pra nós, apenas isso me basta.
A surpresa foi encontrar o chá ainda morno e ao lado, sob a mesa, um bilhete dobrado em dois, com pequenas palavras tímidas. Só então, quando decifrei o 'te amo' do papel, me dei conta que sua jaqueta no canto da sala seria apenas um disfarce para você voltar aqui. E hoje, por você, eu deixo a porta aberta. Não demore.

62 comentários:

  1. São as tais "pequenas pistas", "pequenos instintos" que nos fazem esperar por uma pessoa, que nos fazem ainda ter esperança por algo.

    E como disseste ainda abocado e muito bem, "as horas não param", nem nós podemos parar. Pois se pararmos, de que vai servir contar o tempo ? ;)

    ResponderExcluir
  2. LINDO POST... romantico!! Adorei..
    A porta deve estar sempre aberta pra quem faz pulsar freneticamente o nosso coração!!!
    Te adoro, flor!! Bjo grande!!

    ResponderExcluir
  3. Lindo post [2]
    Nossa adorei mesmo, muito romantico e tão sincero. Todos deveriam deixar a porta aberta, para que o amor volte sempre, mas infelizmente não é assim.
    Parabens, beijos *-*

    ResponderExcluir
  4. ...
    "Eu deixo a porta aberta" com "Sempre aberta"...
    As "coincidências" são legais.
    Vim te ver também.
    beijo.
    ...

    ResponderExcluir
  5. O caminho torto do amor, sempre encontra o verdadeiro destino!!!

    Que lindo, beijos flor

    ResponderExcluir
  6. Adorei (:

    "Só então, quando decifrei o 'te amo' do papel, me dei conta que sua jaqueta no canto da sala seria apenas um disfarce para você voltar aqui. E hoje, por você, eu deixo a porta aberta. Não demore."

    Fantastico *.*

    Beijo*

    ResponderExcluir
  7. esse 'alguém' escolheu o mesmo trechinho que eu pra comentar, haha! *-*
    achei maravilhoso o post inteiro, também quero jaqueta jogada e 'te amo' rabiscado em papel :D

    beeijos

    ResponderExcluir
  8. As minhas portas sempre deixo abertas!
    Postei algo parecido ontem!!

    Estava com saudades de vir aqui!!

    Beijos, flor!

    ResponderExcluir
  9. Se fosse você realmente deixaria a porta
    aberta, não só a da casa, mas tbm a do
    coração!

    Amei seu cantinho. Parabéns!

    Milhares de beijos coloridos ;)

    ResponderExcluir
  10. eu quero receber um bilhete assim...
    minha porta esta aberta
    mas ninguém entra.


    Bjos Carol ;)

    ResponderExcluir
  11. queremos sempre mais do que é bom , (:
    obrigada princesa , *.*

    ResponderExcluir
  12. Adoro de ler o que vc escreve...rs

    Bj

    ResponderExcluir
  13. Surpresas boas...que as mulheres adoram!

    Beijinhos
    António

    ResponderExcluir
  14. Que saibamos manter as portas abertas...
    lindo post
    beijo, flor

    ResponderExcluir
  15. ooi ,

    ameei teu post , super lindo o romantiismo :*

    beijos :D

    ResponderExcluir
  16. uau, amei *o*
    e são as pequenas pistas que nos fazem descobrir um grande amor.

    ResponderExcluir
  17. Liiindoo , ameei totalmente , a mais o que dizer ?! *-*'

    ResponderExcluir
  18. as portas existem para deixar passar... não para impedir a passagem... pelo menos as do coração...
    um beijo!

    ResponderExcluir
  19. 'Ao tempo da madrugada, inalei seu cheiro e senti seu toque, enquanto lá fora a lua sorriu pra nós, apenas isso me basta.'

    Que texto mais lindoo!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  20. Tão romaticos esses sinais sublimes que nos fazem esperar sempre por alguém.
    Parabéns, muito lindo o texto.
    Beijos e obrigada por estar sempre no patética. *-*

    ResponderExcluir
  21. Nossa!!!
    E que ele não demore mesmo... amei *.*

    Beijo florzinha! ^^

    ResponderExcluir
  22. a lembrança do amro eh suficiente pra mante-lo vivo =D

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Um texto totalmente surpreendente. Gosto de textos assim. Através dessas pequenas pistas é que vivemos. Então não feche a tua porta, pois quando ele voltar acredito que deixará outra pista, e depois outra, e outra...

    ResponderExcluir
  25. Só passei pra dizer mais uma vez que você escreve extremamente bem e que a cada texto melhora cada vez mais. Seu blog enche meus olhos *-* Parabéns <3

    ResponderExcluir
  26. que bonitinha.
    uma graça, aninha.
    adorei
    beijos, srta!

    ResponderExcluir
  27. que lindo flor
    tomara que nao demore mesmo

    =*

    ResponderExcluir
  28. Ah que encanto, que doçura.

    Eu te amo num pedaço de papel, a jaqueta...a porta aberta.

    Amei, amei.

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  29. Ooi, tem selinho pra vc lá no meu blog, bjos

    ResponderExcluir
  30. Ahh, muito bom... me deixei levar pelas palavras, tudo muito lindo, o bilhete, o sentimento... e que ele não demore msm =)

    bjs...

    ResponderExcluir
  31. Muito bom o texto e que ele venha logo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  32. aiiin, adorei cada palavra, cada letrinha desse post repleto de sensibilidade...

    beijos ;*

    ResponderExcluir
  33. Hoje ofereci as cores da minha paleta
    A uma amiga na sua dor
    Ouvi seu choro ao meu ouvido
    No fatalismo do desamor

    Hoje o sono acordou-me
    A nostalgia agitou suas asas cinzentas
    Esqueci no acordar o ultimo abraço
    E contei as nuvens que eram tantas


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  34. lindo, adoro esse seu jeito doce de escrever! e essas imagens? LINDAS!

    beijão, flor.

    ResponderExcluir
  35. lindíssimo. amei, amei, amei! *o*

    ResponderExcluir
  36. Belas palavras, o amor não deve jamais demorar pra voltar, sempre volta aos nossos braços..e que manhã linda essa descrita por ti!
    Um beijo da Ju

    ResponderExcluir
  37. Ahhh....!!! Coisas do amor, né..??? Existem amores que são assim, parece que terminam, mas não terminam, pois as pessoas ficam enviando pistas um para o outro... E se as pistas demorarem para aparecer o amor acaba... Por isso o título "Não demore...".
    Genial!!!
    Eu já vivi isso, mas você conseguiu descrever tudo com um dos textos mais lindos já escritos. Quanta sensibilidade e inteligência emocional...
    Parabéns Ana Carolina...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  38. Lindo!!

    Adoro essas demontrações quase imperceptiveis de amor!

    ;*

    ResponderExcluir
  39. Nossa, aparecei para agradecer e me deparei com um blog lindo, textos super tocantes. Adorei, desde o layout, até os textos.

    tô seguindo também,
    volte sempre!
    beijocas!
    Ingrid Brasilino

    ResponderExcluir
  40. Que lindo, Ana Carolina. Os homens são assim mesmo: possuem dificuldades de dizer o que sentem. Então, deixam recados e jaquetas surradas.


    beijo

    ResponderExcluir
  41. Oi *-*
    desculpa pela demora, tava sem tempo =/
    lindo aqui como sempre.♥

    volta lá?
    http://drykasales.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  42. Ah. Que lindo! Até parece cena de filme romântico, pelo menos foi o que passou pela minha cabeça enquanto lia o texto!
    Lindo *-*

    Beijos.

    ResponderExcluir
  43. É extraordinário quando sentimos que essas palavras são sinceras! Adorei! *-*

    ResponderExcluir
  44. Belo texto, também espero que as coisas não demorem a melhorar... Abraços pra ti! :D

    ResponderExcluir
  45. Que lindo! Todos deveriam deixar a porta aberta +1... inclusive eu que acabei trancando a minha e perdi a chave, acho. :(

    Te linkei, moça
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  46. que lindo!!
    amiga sua porta esta aberta???
    adoro o que escreve.
    linda foto nova.
    bjos com carinho.

    ResponderExcluir
  47. Como sempre de Parabéns!

    Eu adoro desculpas que valem apena!

    ResponderExcluir
  48. E o regresso volta sempre.

    Texto lindo!

    ResponderExcluir
  49. Que lindo texto! Felicidade é isso, simples assim. Bjs!

    http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  50. Aii que lindo.*-* Linda a postagem e mais lindo ainda o blog.Dá uma passadinha lá no meu e se gostar segue.
    http://marcadorfluorescente.blogspot.com
    (tô seguindo)

    ResponderExcluir
  51. Super perfeito o post!!!

    E o blog então... apaixonante!

    ;*

    ResponderExcluir
  52. obrigado pela visita minha querida.. ^^
    ficam meus carinhos para ti. que seu dia seja incrivel...

    ahhh to com saudades de casa mesmo.. rs

    ResponderExcluir
  53. Toda a cena é cativante.
    Penso apenas que os verdeiros arquitetos do amor atual dedicassem mais tempo em inventar novas letras ao famigerado 'eu te amo'.

    Tenho certeza que as jaquetas surradas seriam mais adoradas. E as portas seriam arrancadas de residências comuns.

    ResponderExcluir
  54. Nooossa!!!Estou encantada com o teu talento. Adorei teus textos são lindos e doces.
    Parabéns!!!!

    Beeijos *__*

    ResponderExcluir
  55. nao ha palavras que possa representar a sensaçao lograda por este texto, sei que aqueceu minha mente, minha alma e meu pobre e profundo coraçao, a sensaçao é de reconhecimento e de desejo de voltar a ler e ler e ler, como se tal instante delineado com palavras minha mente, nao quesesse perder, por isso as varias leituras.
    voce tem grande talento com a escrita e com esta ferramenta, tras a quem ler a sensaçao de peculiaridade, mas tambem um ar de suavidade e poetica que no dia a dia nao permite a que é protagonista de sua peça de teatro observar.
    espero que continei a escrever, sinto falta do escritos e o que me resta é ler os antigos.
    um grande abraço de um admirador de seus textos.

    literaturaearte0809.blogspot.com

    ResponderExcluir